26 maio 2013

Sessão de Esclarecimento

"Ontem" defendi o Jesus com tudo o que tinha. O Jesus percebe de bola, o Jesus sabe perfeitamente o que pode ou não tirar de cada jogador... estamos a falar de alguém que sabe os limites dos seus jogadores como ninguém bem como o potencial ou mutação dos mesmos.

O Jesus sabe montar uma defesa como poucos. Não é por acaso que 90% dos golos que sofremos com gajos "isolados" vê-se depois na repetição que estava fora-de-jogo, hoje foi mais um desses casos... O Jesus sabe defender com poucos, como ele disse "defender é uma arte mas defender com muitos é fácil, difícil é defender com poucos". Todos o criticavam quando em jogos "a doer" ele raramente metia o Coentrão a Defesa-Esquerdo, hoje em dia perguntem aos madrilenos quem é que tinha razão.

O Jesus sabe trabalhar como poucos as fases de transição, tanto ofensiva como defensiva. Raramente sofremos golos por falha táctica, quase sempre passa por uma falha técnica e essa responsabilidade não se pode imputar ao treinador. Os golos surgem de lances em que os espaços são controlados por nós muito por culpa dos posicionamentos e movimentações que se treina a semana toda...

O Jesus falha numa coisa... na gestão do jogo... com ele ou estamos em modo rolo compressor ou estamos sem saber gerir a bola com calma, sem ter qualquer sobressalto. Sim, até sabemos dar a entender ao adversário que eles é que estão a dominar o jogo por terem a bola mesmo sem criarem qualquer lance de perigo, mas neste tipo de jogo falhamos com regularidade... é aqui que ele peca. Parece que na teoria ele sabe o que temos de fazer mas a equipa não o sabe, será só por não estar habituada nem estar no ADN da mesma? Não sei... Mas falha, falhou no Dragão, falhou com o Chelsea e falhou hoje... Falha.

Tudo isto deu-nos 3 finais e 0 troféus.

Agora, psicologicamente? Falha... falha muito... irrita os jogadores, assusta os mais novos, enerva os menos experientes, fala demais, gaba-se demais... fala dele quando se ganha por causa de um lance que ele quis trabalhar ou uma substituição que ele quis fazer... no entanto quando perde fala no plural e as derrotas são de todos e bla bla bla... Isto é inadmissível.

Mas o que mais me irritou? Foi um prolongamento do parágrafo anterior. Depois do jogo da Liga Europa onde jogámos muito e acabámos por não ter a sorte do jogo, ele sentiu-se "em alta" e deixou no ar a hipótese de não continuar no Benfica... acabou por ser protagonista da famosa incoerência entre o discurso dele e do Presidente...
Mas hoje... hoje que perdeu quando todos esperavam ser obrigatório ganhar, hoje que não jogámos nada e esperava-se uma equipa mais fresca e calma, hoje que teve os adeptos todos furiosos e sem vontade alguma de aplaudir a equipa, veio dizer de rabinho entre as pernas que afinal tudo já estava resolvido e que este jogo não mudava nada dando a entender que claro que vai ficar e não é por perder este jogo que isso ia mudar.

Não tolero isso... nas derrotas e nas vitórias sou Benfica e sempre serei, mas este gajo nas derrotas é Benfica mas nas vitórias é Jesus...

Não faço questão que um homem assim fique no meu clube. Se ficar estarei do lado dele mas não vou tolerar qualquer tipo de atitude menos digna para o nosso clube. Estaremos alerta e terás rédea curta.

Se não ficar... Venha de vez o Rui Vitória, esse sim, o nosso Fergusson.

19 comentários:

POC disse...

Os benfiquistas, por entre milhões, são muito poucos. Somos muito poucos.

Entretanto, excelente resumo: quando ganha é Jesus, quando perde é Benfica.

Absolutamente vergonhoso.

Mike disse...

é mais ou menos isto.

bom tecnicamente. todos vibramos com as grandes exibições do benfica. fraco psicológicamente. bazófia e mais bazófia. reacções de cardozo hoje e enzo em amesterdão dizem tudo.

conseguimos arranjar muito melhor. não me venham com merdas. se calhar até já podiamos estar melhor..

segue jogo.



venha o próximo

Rui disse...

Essa é uma análise precisa. Parabéns.

MédioCriativo disse...

Muito bom.

hertz disse...

Concordo com a tua análise. Em termos de competência o JJ tem condições para continuar mas em termos de mentalidade/relação com os jogadores acho que é inevitável a sua saída. Os jogadores já não estão com o treinador o que é uma situação extremamente delicada e se os jogadores não estão com o treinador não há nada a fazer. É uma situação insustentável.
Mas se formos coerentes, se pedimos a demissão do JJ, devíamos pedir antes a do LFV pois foi ele o responsável por um plantel desiquilibradissimo e mais uma vez escondeu-se na altura na derrota como um rato. Se o JJ é o "seu" treinador, não deveria estar ao seu lado nos momentos complicados, mostrando o seu apoio?

Quanto ao treinador...incluía nas opções o Paulo Fonseca. Um ou outro serão boas alternativas. O Rui Vitória gosta de trabalhar com os jovens e tem desenvolvido bom trabalho nas equipas onde tem estado, o Paulo Fonseca também.

PS1: Que esta situação do treinador, seja lá qual for a decisão, se resolva o mais rapidamente possível.

PS2: Alguém me confirma se o Rui Vitória é mesmo benfiquista?

mago disse...

http://4.bp.blogspot.com/-xD2Ix-6xII4/T95bJM9gRNI/AAAAAAAAC5k/nviHwnUmcXA/s1600/jj1m.png

Luis3m disse...

Concordo com a segunda parte, porque:

Não sei se o JJ sabe... e se é bom... se no meio disto tudo tivemos 3 azares ou ganhámos alguns dos jogos desta época com sorte e graças à valia individual de alguns jogadores.

Nas transições defensivas é um Deus nos acuda, como é que o JJ não vê as carências nas laterais e no centro do campo, o 4-4-2 transforma-se demasiadas vezes em qualquer coisa que só faz lembrar a tática do outro holandês, o que treinou no ladrão e utilizava o 3-2-5 todos ao ataque e Deus nos acuda na defesa que eles ficam em fora de jogo.

Enfim tudo digno de um mestre da tática.

Nas laterais defensivas qualquer um serve desde que não manque e seja veloz, nas laterais ofensivas é preciso gastar milhões (afinal ali ficam os que pouca importância têm na tática e resolvam pela qualidade individual) e ter 6 jogadores que dêem nota artística, afinal só jogam 2 por jogo, na área está lá o Cardoso e o lima que em 10 oportunidades marcam 2, no meio campo lá está cria-se 2 jogadores que por sorte... perdão trabalho, até são muito bons quando não jogam contra 3 ou 4 adversários na zona. Parece-me um suceder de boas decisões táticas (acraditar com fé) por parte do grande mestre JJ.

Eu acho que o JJ não é mestre é messias, afinal só fazendo um milagre se pode acreditar que jogadores que não jogam à semanas possam entrar a meio de um jogo e ter ritmo para o decidir, o mesmo milagre que faz de qualquer jogador do plantel um DE para jogos decisivos, já assim tinha sido no passado em jogos com os porcos e com resultados de 5-0, esperem o JJ aprende com os erros, não ele já não têm é o David luiz e põe lá outro.

Seriam estas coisas a revolta do (Adepto) Cardoso quando tinha ali à mão de semear o responsável do desvanecer da época de sonho...que pena devia ter sido de mão fechada, depois de pensar (arrefecer) 30 segundos afinal o (profissional) Cardoso não estava revoltado com o JJ mas com o companheiro Hugo Almeida, assim o castigo podia ser menor.

Rua com o vendedor de banha da cobra armado em treinador do GLORIOSO.

Filipe disse...

Badocha, junta aí esta foto à dos cachecóis do Sporting, por favor.
https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/970383_546446912064914_1794803205_n.jpg

Ricardo Chaves disse...

Não confundam as coisas, Jesus não é o nosso Fergusson, ele é o nosso Wenger!

3aneldaluz disse...

Quando o timonerio da equipa diz durante uma epoca inteira que as grandes equipas sao aquelas que estao nas grandes decisoes, isto diz tudo.

As grandes equipas sao aquelas que ganham titulos. Essas sim ficam para a historia e ficam imortalizadas no tempo.

Dos fracos nao reza a historia, e daqui a uns anos poucos se vao lembrar quem eram alguns dos jogadores que estavam em campo, porque simplesmente nao foram capaz de ganhar rigorosamente nada.

Quanto a JJ, o que eu digo ha muito e o seguinte...precisa mais o JJ do Benfica do que o Benfica de JJ.

Pedro disse...

Se ao fim destes 4 anos ainda achas isso tudo de JJ pouco há a discutir.
Essa cegueira em torno do mito de q JJ é bom é de ir às lágrimas.

Sim, os jogadores em campo sabem onde estar e o que fazer. Sim, a equipa sabe, posicionalmente, defender bem. E prontos. Acaba aqui o que JJ dá a equipa. Mais nada.

O que devias perguntar é pq raio sofremos sempre o mesmo tipo de golos. Resulta obviamente de um meio campo frágil defensivamente que apenas um super Matic e um super Enzo esta época disfarçaram. Qqr treinador com dois dedos de testa consegue anular tacticamente a equipa de JJ. Qqr um. O que o SLB fez esta época fê-lo à conta dos excelentes jogadores que tem. Quando acabaram as pernas e a moral dos jogadores acabou o SLB. Mãozinha de JJ não existe quando é necessário. Ou melhor, existe mas piora sempre. Em 4 anos de JJ diz-me uma substituição que ele tenha feito que tenha virado um jogo importante anosso favor?

4 milhões de euros ano?? LOL

Vitória deu-lhe um banho táctico. Pereira deu-lhe um banho táctico. O gajo do Estoril deu-lhe um banho táctico.

Mas o gajo é bom...é é...

Kiddo! disse...

O Rui Vitória é o nosso Fergusson?!?!

Mas o pessoal ainda tá bêbado de sábado à noite?!?!?

Kiddo! disse...

O ideal seria despedir o Jesus e contratar o Vítor Pereira! Esse sim é que é bom!!Ou o Villas-Boas!!! Ou o Jesualdo!! E já agora, porque não, o Octávio Machado (ah , espera, este nem no futebol corrupto do porto teve sucesso)!!??

Enquanto vocês não se convencerem que para que o Benfica possa ser campeão é preciso mais do que um bom treinador, não adianta andar a falar em coisas acessórias!
Eu falo do campeonato porque é a competição que realmente interessa! Ir à final da Liga Europa ou final da Taça de Portugal é apenas um bónus...Se gostava de as ganhar? Claro que gostava, mas estivemos lá e caros amigos, as finais são mesmo assim: num jogo se ganha ou se perde!
Perdemos na final europeia com um azar do caralho e na taça de Portugal perdemos bem, embora sem o merecer...

Voltando ao campeonato, digo-vos que até podíamos ter o Mourinho ou o Fergusson sentado no nosso banco que, só por distração dos corruptos, é que seríamos campeões!!

Não defendo cegamente o Jesus, atenção!! Ele tem falhas graves, como não contratar um defesa esquerdo desde que chegou e ser demasiado arrogante nas vitórias, entre outros!
Mas que culpa tem ele que o Jardel tenha marcado o Ivanovic com os olhos a 2 minutos do fim do jogo num lance de bola parada?!?! Que culpa tem quando o Artur (atenção considero-o bom guarda-redes) dá ontem dois frangos quase seguidos e outro contra os corruptos na Luz?!
Que culpa tem quando um gajo chamado Kelvin, desesperadamente lançado no jogo por um treinador em colapso, espeta um bilhete do outro mundo enquanto o Roderick faz mais uma marcação com o olhos ao gajo?!?

Foda-se e haja alguém que me explique que puta de diferença faz ter ganho ontem ou ter perdido?!?! Até ontem de manhã o Jesus era o maior e era recebido mesmo após as derrotas com palmas no regresso ao estádio e agora enxovalham-no em pleno campo?!?!?
Decidam-se, porque de adeptos esquizofrénicos nenhum clube precisa, muito menos um que teve um final de época como este...

cumps.

Manuel disse...

Concordo totalmente com o Kiddo!

Embora o que vá dizer não resolva nada nem seja prémio de consolação, sendo apenas a constatação de factos, quem ganhou a Taça em Inglaterra foi o Wigan que desceu de divisão, contra o Manchester Ciry. Exactamente, o Man City!

O Bayern o ano passado tinha 8 pontos - OITO PONTOS! - de avanço e perdeu o campeonato para o Dortmund. E lá não têm de se haver com a corrupção que grassa neste malfadado país.

Ontem o Guimarães ganhou com um golo em off side, depois de uma oferta do Guarda redes e marcou o 2º depois de mais um ressalto.

Já no Porto este marcou com um ressalto no Maxi enganando o guarda-redes. Digam-me lá se o treinador, ou os jogadores, têm alguma culpa disso?

O JJ é tão bom treinador hoje como era há uma semana ou há um mês. Assim como os jogadores. Tão simples como isso

king disse...

@Ricardo Chaves. Boa piada. ;)

SLBenfica Vencedor disse...

O Jesus também falha na componente táctica.

1-
Se reparares, no jogo contra o FCP, aos 91 minutos de jogo, com três míseros minutos para jogar, e com o campeonato praticamente na mão, o Benfica beneficiou de um lançamento de linha lateral no meio campo do Porto.
Qual foi o posicionamento táctico dos jogadores do Benfica?
- Três jogadores a defender, contra três atacantes do Porto!!!!
- Dois médios distantes dos três defesas, e distantes dos dois médios do Porto, que construíram o lance pela esquerda do seu ataque sem encontrarem oposição.
- CINCO jogadores para tentarem receber e manter a posse de bola naquele momento, que falharam DESASTROSAMENTE!
CONCLUSÃO:
Foi uma falha táctica, e/ou estratégica, e ou desconcentração, porque naquele momento, apenas com três minutos para jogar, e com o campeonato na mão (porque estávamos dois pontos à frente do Porto), o treinador devia ter assegurado superioridade numérica na defesa, ou seja, quatro defesas para três atacantes, três médios para dois médios adversários, e apenas trÊs jogadores a "tratarem" do lancamento de linha lateral.

2-
O ANO PASSADO, jogo contra o Porto na luz:
Benfica estava a ganhar 2 a 1, ficaria com 5 pontos de vantagem sobre o Porto, porque estava dois à frente.
O que aconteceu?
O Benfica sofreu o 2 a 2 num contra-ataque, o James pegou na bola antes do meio campo e prosseguiu até à entrada da área, marcando golo num remate sem oposição. Nenhum jogador do Benfica chegou perto para obstruir, fazer falta ou tirar a bola ao James.
O Benfica não tinha superioridade numérica, estava completamente descompensado, contra uma equipa como o Porto, quanto estava em vantagem no marcador!

Tanto no 1 como no 2, a questão é táctica e estratégica, porque o Benfica tinha o campeonato na mão, e por isso devia estar preparado para cortar o mal (jogadas perigosas do adversário) pela raíz (no início da jogada, cortando a bola, ou fazendo falta, assegurando sempre superioridade numérica no momento de transição defensiva).

3-
No golo do Ivanovic, contra o Chelsea, o Benfica sofreu um golo numa jogada de canto ao segundo poste, que é uma das estratégias defensivas TÍPICAS do treinador JJ, e que foi explorada pelo Ivanovic/Chelsea, tal como já foi explorada por outros adversários.
JJ manteve, teimosamente, a sua decisão de hiperpovoar o primeiro posto, e de deixar o segundo poste dependente da boa movimentação de um defesa que vá ocupar esse espaço, se necessário.
O Ivanovic marca golos, é eficiente, e o Benfica não se soube precaver.


PORTANTO, os erros do treinador Jorge Jesus também são tácticos e também são estratégicos.

Defender bem com poucos é uma arte, mas em jogos contra equipas melhores (como é o Chelsea, o Porto, tb o Sporting, etc.), convém que NÃO SEJAM ASSIM TÃO POUCOS, e convém que estejam posicionados de forma a cortar as jogadas de perigo do adversário o mais depressa possível.
Os erros estratégicos deste ano, já aconteceram em anos anteriores. E nisso não houve evolução.


P.S. Essa cena do Rui Vitória, PLEASE, é ir de cavalo para burro.

3aneldaluz disse...

SLBenfica vencedor nao e preciso ir tao longe e ao detalhe.

O Benfica quando joga com equipas competentes e se ve em vantagem nao sabe segurar o jogo. Nao sabe ter bola, segurar, passar, ter posse. Da a bola ao adversario, joga no risco e e pouco agressivo defensivamente. Basta ver o numero de amarelos no campeonato:

Maxi - 8
Garay - 2
Melgarejo - 5
Jardel - 0
Andre Almeida - 2
Luisao - 3

Uma equipa mansa que (a excepcao de maxi que as vezes ate se estica) nao poe o pe duro e onde raramente faz a chamada falta cirurgica.

Luisao e Garay tem 5 amarelos os dois juntos...Mangala terminou a epoca com 8 e o Fernando com 9.

Benfiquista de Baguim disse...

No Benfica já despediram treinadores campeões e o clube voltou a ganhar por isso não percebo tanta celeuma por um treinador que em 3 anos ganhou pouco mais que zero.

Os dois princípios primordiais do futebol são defender bem e controlar a posse de bola, as equipas de Jesus infelizmente para nós não sabem fazer nenhum dos dois.

hazinheira disse...

Espero que coloquem as capas dos jornais desportivos dos dias seguintes às derrotas com FCP, Chelsea e Vitória no balneário, para que os jogadores e (futuras) equipas técnicas nunca esqueçam que nada ganharam em 2013! E, contudo estiveram a tão perto da glória...