01 fevereiro 2014

Aos 83%

O Vieira vendeu a um fundo aparentemente sediado em HK 75% do passe do Gomes e 100% do passe do Rodrigo por 45M.

Para ser assim à descarada podia simplesmente meter dinheiro numa máquina de lavar e pronto...

13 comentários:

POC disse...

Olha aí pá, tu assim não és do Benfica!

Os que acham bom negócio, são os do costume. Alguém acredita que os jogadores valem isto? Nem metade!
Negociatas... Compensação de outros negócios obscuros como Roberto, Pizzi?

Siga. Benfica Campeão.

PP disse...

Gordito,

Mesmo com lavagens, qual o melhor negócio?

http://o-guerreiro-da-luz.blogspot.pt/2014/02/qual-o-melhor-negocio.html

bruno miguel bispo disse...

Uma verdadeira palhaçada . Alguém acredita nisto .? E gordo não é 75 mas sim 100. O português é tramado é preciso ler bem e depois comentar. Os 25 é sobre a mais valia.

Alexi Lubomirski disse...

Uau, um momento de lucidez. Não estava à espera. Ao menos façam estas merdas com mais pudor. O Rosell foi à vida no Barcelona por menos. Não há cá jornalismo de investigação? Eu sei, pergunta parva. Ninguém se vai investigar nada. Mas não há ninguém no Benfica que ponha em causa isto? Um sócio, alguém? Não?

Ribeiro dos Santos disse...

È tudo uma roubalhice.

O James por 45M€ é que é bom.

A bug's life disse...

Nos jornais dizem que foi 30M Rodrigo +15M André Gomes. O Rodrigo vale os 30... Sendo assim foi um bom negócio. Onde está o problema?

PP disse...

Para mim o problema não está no negócio em si.

Das três partes envolvidas no negócio, todas elas devem ter ficado contente:
- o Peter Lim, consegue "lavar" o seu dinheiro
- o Jorge Mendes ganha a comissão
- a direcção do Benfica e os fundos, já vão ganhar os respectivos prémios anuais.

O que me incomoda aqui é que o Benfica continua é sem ganhar titulos... vamos lá ver se pelo menos este ano temos uma alegria.

Alberto disse...

Fala-se que o dono do fundo é o gajo que quer comprar o Valência e está a preparar já a equipa pó ano.

Se o negócio é sujo ou não, não sei...agora sei que muita gente se queixou que o Matic foi a saldos (mesmo tendo sido pago a pronto) e agora que pagam 30 por um já só pode ser marosca.

Não tou a dizr que não é...não meto as mãos no fogo por ninguém lol

Alberto disse...

E só mais uma coisa, confiavas mais se o fundo estivesse sediado em Angola ou mesmo em Lisboa. É que eu não.

Alexi Lubomirski disse...

Como é que se chama mesmo o ROC (revisor oficial de contas) do vosso clube que se demitiu há um mês ou isso? Podia ser interessante alguém falar com ele. Digo eu.

Alexi Lubomirski disse...

"José Marinho
Há benfiquistas a deitar foguetes antes da festa em relação ao anúncio da venda de cem por cento dos direitos económicos de André Gomes e Rodrigo. Desde logo há aqui um sinal que muitos não querem ver, talvez porque, durante anos, pregaram o milagres económico do Benfica e agora perante as evidências não lhes interessará reconhecer o contrário. O Benfica estava desesperado para vender, muito mais desesperado do que os clubes para comprar. Esse desespero levou o presidente do Benfica a aceitar envolver o Benfica num esquema que é exactamente o oposto do que ele sempre prometeu que não faria como presidente do clube. O negócio é nebuloso, desde logo porque não sabemos se é igual ao do Roberto, ou seja, nenhum benfiquista pode garantir, neste momento, que o dinheiro não é, de novo, virtual. De resto, o Fundo pertence a um investidor milionário de Singapura que, desde que apareceu a interessar-se pelo futebol, já prometeu que compraria tudo e todos e ainda não comprou nada. Portanto, os antecedentes não são auspiciosos. Mas, como os benfiquistas gostam de anúncios de milhões, esta notícia tem tudo para ser festejada no Marquês. Mesmo que um dia, mais tarde, possa vir a ser lamentada. Este negócio ocorre na semana em que o jornal inglês Guardian revela alguns dos pormenores mais relevantes da ligação que existe entre Jorge Mendes, estes fundos e alguns clubes, nomeadamente o Chelsea. É tudo menos futebol. É negócio. E negócio que as autoridades fiscais e do futebol internacional não gostam. E prometem investigar. É nisto que o Benfica se está a meter? Não foi disto que o presidente do Benfica sempre garantiu que não envolveria o clube? Por agora, os benfiquistas não querem saber disto para nada, mas há-de chegar uma altura em que serão obrigados a interessar-se. Não por uma questão de interesse, mas de sobrevivência. Do clube. Quanto a mim, está registado o que penso deste negócio e da forma como feito. A partir daqui, silêncio absoluto. No futuro, veremos de que lado está a razão. PS: Pelo menos este negócio tem uma coisa boa. O Rodrigo, a partir de agora, será titular indiscutível do Benfica. Mais do que nunca tem de ser valorizado. Não há almoços grátis. E até André Gomes terá a sua oportunidade. No caso do médio o mais perverso disto tudo é que se for lançado agora na equipa inicial, vai poder demonstrar o verdadeiro craque que há dentro dele e alguém há-de lucrar imenso com isso. Mas não o Benfica, claro. Deve ser a isto que chamam aposta na formação."

Alexi Lubomirski disse...

Não há por aí um sócio do Benfica como aquele do Barça que entalou o Rosell? Nem um?

Alberto disse...

Alexi concordo com a parte em que referes que estes negócios do futebol devem ser investigados.

Quanto ao Rodrigo ser valorizado ou não, acho um bocado estranho estares a falar disso, tendo em conta que neste momento é o avançado do Benfica em melhor forma. Retirá-lo da equipa agora era uma parvoíce.

Quanto ao André Gomes, espero mesmo que jogue mais vezes, até porque, caso não tenhas reparado, saiu-nos o melhor médio para o Chelsea, e tendo em conta o número de provas que estamos inseridos, estranhava era que o André continuasse a jogar com a regularidade de antes.