08 outubro 2014

Há lá surpresas...

Palavras de Manuel Cajuda à Renascença: 

"Fui hipótese quando o Paulo Bento entrou. Nessa altura percebi a realidade. Um vice-presidente perguntou-me se eu conhecia alguém importante no Espírito Santo, depois perguntou-me se eu era amigo de um determinado empresário e se tinha alguma coisa com uma marca de equipamentos. Disseram-me que em princípio não seria o seleccionador nacional".

3 comentários:

Héber disse...

Provavelmente um caixa do Continente teria mais hipóteses de ser seleccionador nacional que o Manuel Cajuda.

Nuno Silva disse...

Infelizmente neste pais, só com amigos ou conhecidos é que se consegue alguma coisa na vida! Triste pensamento e forma de estar na vida que não dão mérito pelo trabalho que se faz.

Rukka disse...

Eu cá acho é que o Manel Q(uer)Ajuda.