18 maio 2015

Os Nossos Campeões do 34 - Parte IV (Os outros)

#Flopetegui:

- Um pateta que demorou tempo demais a perceber sequer o que é o Porto, imaginem o que demorou a perceber o que era este Campeonato. O mestre do tiki-taka que mais parece um tuk-tuk, cortou a direito com a filosofia de jogo venderoa do Porto de há mais de 30 anos, e... perdeu... Perdeu tudo... TUDO! Na época em que mais se investiu lá por cima, na época "All-in", na época "vai ou racha", na época em que tudo se fez para não termos um Bi e... nem uma Taça da Liga leva... Um fracasso monstro, com um sonho chamado Bayern pelo meio, que se tornou também ele num pesadelo. No final acabou ajoelhado e pronto para entrar no espaço "L" do museu do Porto. 

Pintinho:
- Mais resguardado que nunca (a idade tem destas coisas), fez desta época uma aposta pessoal... desde a escolha do Treinador ao investimento na equipa. Um tudo por tudo que normalmente resulta, o seu historial é isso que diz... desta vez falhou clamorosamente... nem ele sabe o que deve fazer... nem ele sabe se deve manter o pateta espanhol, nem ele sabe o que vai acontecer com as saídas do Danilo, Jackson, Óliver e Casemiro, nem ele sabe caso ainda se baldem o Alex Sandro, o Brahimi e o Herrera... Poderá ter sido uma época bem mais desastrosa do que possa parecer. 

Bruno de Carvalho:
- Depois da choradeira do ano passado, um arranque na Pole Position e um entusiasmo desmesurado à volta do que podia ser este novo ano. Realmente um gajo como o Nani faz sonhar, mas se tinham estado tão calmos no ano passado onde acabaram em 2º, para quê tanto histerismo? Em modo Nazi limpou tudo à Vale e Azevedo, com processos pendentes com fundos, com jogadores encostados por não reduzirem o salário, com um Treinador que era o maior, depois já era o pior, depois não saiu por mero acaso e pressão dos adeptos, agora continua a não prestar, mas se calhar até presta... uma instabilidade estável que só os prejudicou. Venham mais anos desses! Sem Nani... 

Europa:
- Sim... o pecado escandaloso (não me esqueço Jesus!) de ter falhado aquele grupo, de nem sequer ter ido à "Euroliga", foi um dos grandes culpados deste título... a equipa não se cansou como nos outros anos, com a falta de soluções este ano ainda ia ser mais grave... Por outro lado alguns putos tinham tido mais minutos porque íamos ser obrigados a uma maior rotação. Nem tudo o que é mau é mau na sua totalidade, penso que podemos também agradecer a este fracasso por termos sido Campeões. 

Árbitros:
- EISH! Um escândalo! Um escândalo tão grande que no final ao que parece temos mais 2 pontos do que devíamos... Nunca vou entender o histerismo criado, uma história da carochinha contada por dirigentes espertos e treinadores menos espertos, conseguindo assim sacudir a água do capote junto de adeptos pouco exigentes... Com tanto alarido achei que até escutas iam aparecer, mas nada... apenas apareceu um Bi-Campeão mais que justo, líder desde a 5ª jornada com 82 golos marcados e 15 sofridos. 

#Colinho:
- Os adeptos estão novamente de Parabéns... quando foi preciso carregar a equipa assim o fizemos... fomos como sempre o abono de todos os clubes da Liga quando lá íamos, com preços absurdos sempre a rondar o dobro da deslocação de qualquer outro grande a esse mesmo estádio... mesmo com isto tudo, a onda vermelha pintou os estádios de norte a sul, fazendo com que só joguemos "fora" em 3 campos... A Luz... a Luz é a nossa Casa... lá comandamos nós e sabemos que somos importantes. Parabéns a todos! 

Bruxo de Fafe:
- Avisaram-no tarde, assim só conseguiu que mandássemos 2 bolas ao ferro, que nos anulassem mal um golo e que empatássemos o jogo... esqueceu-se de garantir que os dele fizessem um bom trabalho... ou será que um Bruxo de Alcaíns ou assim tratou disso? Penso que este vai acabar a fazer presenças num discoteca manhosa em Fafe... 

10 comentários:

Quem disse...

E o valdemar do foroeste? O josué?
Que injustiça!
Um ódio permanente não merece reconhecimento do dono do tasco?

Roberto Rensenbrink disse...

Falta aí, de facto, o Zé Tascas. O seu contributo foi inestimável: cada previsão negra que fazia resultava exatamente no oposto.

E novamente recordo a figura patética do Alencar e a sua catedral romântica.

Zé de Fare disse...

Falava-se de fome desde meados de 1700, quando a escassez alarmante de víveres começou a se estender aos povoados do Ribeirão do Carmo. O ouro enchia as bruacas e como ninguém admitia a ideia de ali permanecer depois de rico, nada se plantava em Ouro Preto;

https://youtu.be/kOr25EVPG_E

Zé de Fare disse...

Originada nos problemas sociais, decorrentes principalmente da falta de regularização da posse de terras e da insatisfação da população, numa região em que a presença do poder público era pífia, o embate foi agravado ainda pelo fanatismo religioso, expresso pelo messianismo e pela crença, por parte dos caboclos revoltados, de que se tratava de uma guerra santa.

A região fronteiriça entre os estados do Paraná e Santa Catarina recebeu o nome de Contestado devido ao fato de que os agricultores contestaram a doação que o governo brasileiro fez aos madeireiros e à Southern Brazil Lumber & Colonization Company.

Red Sniper disse...

Epá isso é muita coltura... ou será ironia " José Lello way "?

NHV disse...

"EISH! Um escândalo! Um escândalo tão grande que no final ao que parece temos mais 2 pontos do que devíamos"
esta frase define bem a mentalidade do adepto português, seja de que clube for.
quando somos nós a ganhar, até ter só dois pontos a mais parece normal.

Silent Man disse...

Tens ali um erro...
"filosofia de jogo venderoa do Porto"
Não será filosofia vencedora?

Unknown disse...

Para aqueles que lêem na diagonal, aqui fica o sublinhado:

"Um escândalo tão grande que no final AO QUE PARECE temos mais 2 pontos do que devíamos"

De nada!

NHV disse...

Bem corrigido.
Na verdade são mais que 2 pontos.
estes 2 a que o Gordo se refere serão os do jogo do Gil na Luz que foi ganho com um golo fora de jogo.
AO QUE PARECE?
não.

Dark Helmet disse...

gosto muito do blog. costumo ler, nunca comentei. sou sportinguista (disclaimer desde já)
só queria deixar uma nota em relação aos árbitros. não se trata de chegar ao fim do campeonato com "mais 2 pontos" ou com essa contabilidade bem apuradinha. na minha opinião, o que é chave é o momento em que as coisas acontecem. exemplos:
- o FCP do AVB ganha o 1º campeonato completamente empurrado por arbitragens nas primeiras jornadas (ganhavam por 1-0 sempre com um favorzinho pelo meio). claro que no final acabam com +1 ou 2 pontos do que deviam mas chegam à 5ª jornada (ou coisa parecida) só com vitórias, com moral em alta e com os rivais já atrás
- o SCP do Jardel (digo já que acho que a maior parte dos penalties foram bem marcados) empata na Luz com um penalty escandaloso. no final do campeonato tinha +2 ou 3 pontos do que devia mas aqueles pontos em particular fazem toda a diferença porque matam o rival, mantêm a distância, etc.
- o SLB deste ano, no início da época beneficia do mesmo efeito
fechar a questão dos árbitros à contabilidade final não faz sentido. "tirar" 2 ou 3 pontos em jornadas consecutivas no início do campeonato é completamente diferente de fazê-lo em momentos pontuais durante (a meio) da prova.
um abraço