16 dezembro 2015

Nesta equipa, com esta orientação:

O Garay tinha acabado por ficar uns 10 anos...nunca ia confirmar o potencial que lhe viram em tempos, ia tantas vezes à seleção como o Gaitán.

O Coentrão tinha voltado para o Rio Ave depois de ser a eterna promessa (novo Carlitos), hoje tirava selfies com o Ukra.

O Matic era um 10 sem qualidade, que acabava por ter uma carreira como a do Neca.

O Enzo voltava para a Argentina, por lá jogava com o Aimar e contavam anedotas do Sr Rui nos estágios.

O Javi tinha saído para o Norwich, não vingava e acabava no Braga a dar porrada aos nossos.

O Rodrigo acabava como extremo do Cluj, pedia nacionalidade cipriota e ganhava a Portugal numa qualificação para o Euro.

O Di Maria fazia mais 1 ano que o Coentrão, nunca se tornava titular e acabava nas mesmas selfies do caxinas com o Ukra. 

O David Luiz tinha saído por 10M para o Southampton, onde se tornava um ícone. Aos 29 anos seguia para o Liverpool, onde era suplente, mas adorado pelos adeptos.


Se é certo que sem ovos não se fazem omeletes, também me parece óbvio que sem um cheff nem uma frigideira se mete ao lume... 

11 comentários:

RedAtheist disse...

Sad but true.

Luciano Silva disse...

Análise perfeita.

Só não vê quem não quer, ou quem quiser continuar a viver na ilusão...

In Lateral-Esquerdo:
"Comparando os números, os números que o adepto tanto gosta, ainda não terminou a primeira volta e o Benfica já ultrapassou o número de jogos sem marcar do que em todo campeonato anterior."

#factos

A bug's life disse...

Até que enfim que se vê os adeptos a revoltarem-se..so espero que não seja só na madeira.

Mas estou desiludido com o Rui Costa. Ele de certeza que percebe de futebol. De certeza the sabe ver que o "treinador" não vale nada...

Nuno Francisco disse...

É triste eu dizer isto mas quando vejo aquele Sr. com uma garrafinha de água na mão quando o adversário passa a linha do meio campo dou por mim a pensar: "Devia ser golo só por causa desta merda".
Acredito que ele seja boa pessoa, mas gostava e dava jeito que viesse um treinador de futebol. Infelizmente as suas limitações são muito grandes e falo com conhecimento de causa.
Não é pelo empate nem é só por causa deste jogo, mas o Benfica não pode ser nem de perto nem de longe o que foi nestes 4 meses.

(Pedem "tempo" ao Rui Vitória... o Jesus precisou de "tempo" no Sporting?)

Bruno Martins disse...

Gordo, em relação ao último parágrafo tenho de discordar da tua opinião. É que um indivíduo que fala em chouriços, iogurte e cebolada, percebe muito mais de culinária do que de futebol. O homem com uma frigideira na mão deve ser um artista

_Wizard_ disse...

Muito bommmm

Roberto Rensenbrink disse...

O Vieira fez mais uma argolada graças à sua auto-imagem de génio que o sujeito tem. Acha que percebe de futebol, mas é um zero. Teve dois golpes de sapiência: a contratação inicial de Jesus e a renovação pré-bicampeonato. O resto é saloiice.

Vieira fez mil e uma manigâncias à frente do nosso clube, mas sempre fomos fechando uns olhos - uns mais, outros nem por isso - porque estávamos a ganhar títulos.

Depois desta decisão brilhante e num momento em que só podemos ambicionar conquistar a Taça da Liga, é bom que o nosso bom Orelhas prepare muito bem e aposte alto na próxima época. Caso contrário, vai cair com mais estrondo do que as Torres Gémeas.

Quanto ao Vitória, vamos morrer enfartados de tanta cebolada que vamos comer esta época.

Benfica sempre! Gente que o representa transitoriamente...

O Piça Fria disse...

É pá, mas nunca mais começa a nova época? Desde maio que estou à espera que voltemos a jogar à bola e nunca mais começamos.

E quando é que o nosso todo poderoso contrata um treinador para substituir o mioleira de porco? Isto de ter o sr. Shéu e o Pietra a treinar à vez tem de acabar, pá.

Ó Vieira, despacha-te, homem, e contrata lá um treinador. Desde maio sem treinador os jogadores até desaprendem de jogar e depois, quando começar a época...

Benfiquista Primário disse...

Lol perfeito, Gordo.

Desde Junho que escrevo que trocámos um Ferrari por um Fiat...que ia ser o regresso a 1994...que o futebol ia ser miserável e os resultados também...que os únicos 'títulos' a que poderíamos ambicionar seriam os títulos à produtora de humor do Lumiar: precisamente número de tugas da formação no onze, convocatórias da Selecção Nacional etc...

Sinceramente, só me surpreende que haja tanto benfiquista surpreendido agora...

Vítor Pereira, Paulo Sousa ou um estrangeiro que ache que o treino é o mais importante já!! Ainda iríamos a tempo de preparar a próxima época.

Nau disse...

Os jogadores do Benfica jogam a três velocidades: devagar, devagarinho e parados (tática excelente para quem gosta da calacice). Jogo aos solavancos, exagero de passes para o lado e para trás, muitos passes errados, pontapés livres mal cobrados, a quase ausência de remates de fora da área, poucas desmarcações, deficiente pressão no adversário, afunilamento do jogo, ausência de garra à Benfica... Eu não sou treinador, mas parece-me que tudo isto se afina com treino, com trabalho duro, com uma cultura de exigência no grupo de trabalho. Isto não é maneira de jogar para o Benfica. O Benfica é o Benfica, Rui Vitória! O Benfica tem jogadores para fazer muito melhor. Ó homem, você até escreveu um livro sobre futebol...
Só mais um reparo, Rui: um líder tem de se impor e tem de exigir. Um verdadeiro líder não tem necessidade de ser grosseiro, como alguns que conhecemos, mas rijo, lá isso, tem de ser.

Germano Bettencourt disse...

Muito bom.