16 julho 2013

Guilty Pleasure

O toque de bola de Ruben Amorim.

10 comentários:

Alberto disse...

O Lazar caga classe :D

71460_5/8 disse...

Rúben é um encava. Já o foi na última época que vestiu o manto sagrado mas tinha o Roberto de costas muito largas a ser bode expiatório dos seus erros. Contra o Bordéus mostrou o que vale. Bom a muito bom no plano ofensivo. Fraco a mau no plano defensivo. Perde bolas atrás de bolas em zonas proibidas. É comido no um para um quase sempre. Quando pressiona o extremo junto a linha dá-lhe a linha de fundo e tenta cortar o passe atrasado... como é? Mas o gajo ainda não percebeu que como 6 ou 8 o que tem mais de fazer é ajudar a equipa no processo defensivo? Será que o Jesus anda parvo ou anda a tentá-lo valorizar para ser vendido?

Kiddo! disse...

Não vimos o mesmo jogo!! Eu que nem curto nada o gajo, acho que até esteve bem! Pelo contrário, o A. Gomes andou a espalhar magia no campo à velocidade de um papa reformas! Sugiro ao puto que comece a comer menos bolinhos de sono e se faça à vida porque no futebol não chega ter "toque de bola"!

Leo disse...

O toque o Djavan na vossa defesa é que espalha magia!

Leo disse...

*do

Kiddo! disse...

Hey, vocês têm o Rojo! Por isso, nada de falar nos defesas dos outros!!

Mike disse...

o meu guilty pleasure são mesmo os golos do cardozo..

uma pergunta, de quem não tem visto os jogos:

6 golos sofridos em três jogos, é isto?

anda tudo bem lá por trás? o a dupla artur&paulo aguenta-se? o mika tem jogado? não, pois não. porquê? não fazia sentido experimentar o puto nos jogos da pré-epoca? a coisa faz-se sem o garay? aquele defesa esquerdo, é futebolista ou um emerson com mais estilo?


6 golos sofridos em três jogos compreende-se ou...? estamos na mesma?

pitons na boca disse...

Mike, vamos acreditar que os golos sofridos (tirando o livre directo de ontem - golaço) são falhas de entrosamento entre jogadores que pouco jogaram juntos até agora... esperemos que sim.


A coisa é capaz de se fazer sem o Garay. O puto argentino parece-me mesmo muito bom. (e agora, a sonhar um pouco alto) Mas a sair algum, nesta altura talvez fosse mesmo vender o Luisão para as arábias, onde ele pudesse ganhar uma pipa de massa. E mantar o Garay (coisa muito complicada, eu sei).

O Cortez não tem o minimo de comparação com o Emerson. Este tem tecnica, não tem problemas em partir para cima do adversário e muitas vezes conseguirá passar e cruzar. A grande diferença entre este e o Emerson é, acima de tudo, que este não tem medo da bola. Notei-lhe um bocadinho de menos velocidade do que, por exemplo, o Melga. E aquele posicionamento defensivo tem muito, muito que mudar.
De notar que este lateral é muito diferente de todos os laterais esquerdos da era Jesus: os outros eram claramente laterais de jogar encostados à linha. Este, pelo menos nos dois primeiros jogos, aparecia em lugares muito centrais (bem dentro do circulo central quando o Salvio tentava ganhar a bola ao defesa esquerdo adversário).

Melhorando o posicionamento defensivo e o tempo de recuperação defensiva, senta o Melga com uma pinta desmarcada.

francis disse...

6 golos sofridos é mau começo concordo, mas também é preciso ver que só o luisão se mantém do ano passado (do resto é tudo novo) não vamos ser pasquins depressivos e achar que está tudo errado.

Com jesus sem jesus com cardozo sem cardozo somos benfica (com acentuação à JJ), nao vamos esperar que corra mal para começar a falar mal de tudo!

Pedro disse...

"estamos na mesma?"

Estamos na mesma com a diferença de termos muito mais jogadores para a frente de ataque...